IPA no verão: 25 rótulos que valem a pena experimentar

Por: Marcelo Asty

21/01/2019 às 09:05hs

Não aguenta mais esse calor? Tá só começando. Para te ajudar, separamos 25 rótulos de IPAs para tomar no verão.

Aproveite!

Session IPAs + verão: amor

Vamos começar com a categoria mais leve de IPA. As Session IPAs são cervejas ideias para tomar de balde.

São cervejas que te acompanham na praia, na piscina, no churrasco e até na casa do sogro.

As melhores Session IPAs são bastante equilibradas, leves e tendem a apresentar aquele aroma de lúpulo americano que a gente tanto ama.

Lets GO!

IPA 1: Dádiva Venice Beach

A Venice Beach é uma session IPA com 4.5% de álcool e 55 IBUs, bem no limite determinado pelos guias de estilo.

É uma cerveja leve, clarinha, com um aroma fantástico de lúpulos americanos. Por ser enlatada, a chance é alta de você encontrar um exemplar fresco perto de você.

Se liga na foto da última vez que tomei uma:

Dádiva Venice Beach no Mestre Cervejeiro

Além do Mestre-Cervejeiro mais perto de você, a Venice Beach costuma rolar também em e-commerces. Ela tá disponível no Empório da Cerveja por R$ 24,90.

A Venice Beach foi a primeira IPA a ser envasada em lata no nosso país. A Dádiva até hoje é referência em cervejas em lata e atende várias cervejarias ciganas.

IPA 2: Founders All Day IPA

O próprio nome da All Day IPA já diz: é uma cerveja para se tomar todo dia.

Leve, lupulada e com a quantidade exata de maltes caramelo, ela tem 4.7% ABV e 42 IBU.

Nessa você encontra os principais lúpulos que fizeram a história da escola americana.

Disclaimer: seguindo guias de estilo, ela já tá acima da graduação alcóolica máxima permitida em Session IPAs. Mas quem se importa com guias de estilo de baixo de um calor de 40 graus? 😛

Founders All Day IPA por Phillippe Guimarães
Registro feito pelo meu amigo Phillippe Guimarães.

A All Day é mais difícil de achar. Você vai ser capaz de encontra-la em e-commerces e lojas especializadas.

Achamos ela no Beer4u, por R$ 31,90 a lata de 568 ml.

IPA 3: Oceânica Slow Down

Nem só de cervejas gringas vive o homem. E nada melhor do que tomar uma Session IPA feita perto de você.

Sou suspeito nesse caso, já que a Cervejaria Oceânica é envasada aqui na Antuérpia, do lado da minha cidade.

A Slow Down é uma Session IPA clarinha, limpa e com amargor baixo. Os aromas dela é que chamam atenção e farão você se apaixonar. Tudo isso com 4.5 ABV e 55 IBU.

Oceânica Slow Down por Bernardo Knopp
Registro do meu amigo Bernardo Knopp.

A Slow Down é mais tranquila de achar em Minas e Rio. Fora desses estados, você pode recorrer a um e-commerce. O Bro’s Beer vende a garrafa de 600 ml por R$ 21,90.

IPA 4: Wäls Session Citra

Agora eu toquei no pequeno cervejeiro que tem dentro de você, né? Te lembrei da primeira vez que você tomou uma Session IPA?

Fiz que nem o Remy no clímax de Ratatouille.

A Session Citra é uma cerveja de entrada feita pela Wäls há anos. Foi a primeira Session IPA que eu provei e com certeza uma das primeiras Session IPAs comerciais do Brasil.

Wäls Session Citra

Sou suspeito pra falar dessa cerveja. Ela foi muito importante na minha educação cervejeira e me ensinou a curtir os aromas e o amargor que o lúpulo proporciona à cerveja.

Se você nunca tomou a Session Citra, meu amigo, esse é o momento. No verão, ela fica especialmente gostosa.

Ainda mais considerando o custo-benefício.

Essa aqui você encontra no supermercado mais próximo de você, com certeza. Se não encontrar, é só recorrer ao Empório da Cerveja. A garrafa de 600 ml da cerveja custa R$ 15,90.

IPA 5: Wäls Session Haze

Chegamos à minha opção preferida na lista de Sessions.

A Session Haze é uma Session New England IPA. É a Session mais turvinha dessa lista, além de ser também a mais aromática.

A Wäls criou a cerveja em 2017, na onda New England, e manteve a receita com a qualidade que os primeiros lotes tinham.

Wäls Session Haze

Tomar essa cerveja trabalhando já é bom demais. Imagina tomar ela no sol, na piscina, saindo do trabalho… Nossa senhora.

Essa daqui também é mais tranquila de achar. Se não encontrar nos supermercados perto de você, o Empório da Cerveja vende a garrafa de 600 ml por 15,90.

American IPAs: um amor esquecido

Parece doido dizer isso, mas temos tomado cada vez menos American IPAs.

As New England IPAs revolucionaram o mercado brasileiro, que hoje focou toda atenção em diminuir o amargor e a secura.

Características essas que trazem aquela sensação que os norte-americanos chamam de crispy mouthfeel.

(como leigo, eu traduziria essa sensação de boca para “preciso tomar outro gole disso agora, peloamordedeus”).

Aqui embaixo seguem 5 American IPAs que eu acho que você deveria tomar nesse verão.

IPA 6: Eisenbahn American IPA

“EISENBAHN, MARCELO?”

Eisenbahn, Rogerinho.

Já cansei de comprar a American IPA da Eisenbahn por fucking 3 reais e 90 centavos a garrafinha de 355 ml.

Custo benefício sinistro, rapaz.

Com esse preço e uma base de maltes pilsen e caramelo, bem próxima das tradicionais American IPAs que puxaram todo o movimento das IPAs no mundo, essa é uma cerveja que deve ser experimentada.

Vale lembrar que ela é uma American IPA tradicionalíssima: amargor em primeiro plano.

Eisenbahn American IPA

Faço bico de fotógrafo nas horas extras.

A American IPA da Eisenbahn é fácil de encontrar no supermercado mais próximo. Pelo preço, inclusive, não acho que valha a pena comprar em e-commerces.

IPA 7: Hocus Pocus Interstellar

E lá vamos nós falar de Hocus Pocus.

Se as cervejas artesanais brasileiras estão no nível que estão hoje, esses caras têm uma parcela de responsabilidade.

Mas a Interstellar, primeira American IPA dos caras, recebe menos atenção do que deveria.

Ela tem 7% ABV e 80 IBU (pushing the limits, eu sei) e uma base de maltes que suporta uma tempestade de lúpulos.

Inclusive, ela é um dos exemplares que mais deixa o lúpulo Azzaca brilhar. Ele era muito utilizado em 2017 e foi sumindo das receitas aos poucos.

Os aromas dela lembram maracujá e manga, mas estão ali casando perfeitamente com um pouco de caramelo e casquinha de pão.

Que cerveja, senhores.

Hocus Pocus Interstellar

Por ser uma cerveja de linha da Hocus Pocus, você talvez consiga achar essa perto de você.

Se você não for de Juiz de Fora, claro. Nunca vi a cerveja não ser vendida na cidade em que é feita…

Além disso, o Bro’s Beer também tem essa breja em estoque, por R$ 27,90 a garrafa de 500 ml.

IPA 8: Seasons Cormano

Como falar de IPA e não citar a cervejaria que inventou a frase mais sensacional para descrever esse estilo?

“De doce já basta a vida”.

Eu sou fã da Seasons.

A Cormano é uma American IPA bastante turva e aromática.

E não se engane: não tá nem perto de uma New England.

A turbidez dela se deve à quantidade de lúpulos usada no processo de produção. Prepare-se que vai vir amargor.

Extremamente balanceado pela presença de frutas amarelas.

Seasons Cormano

E essa referência ao Clint Eastwood só deixa ela melhor.

Já vou avisando: Seasons pode ser ruim de achar. Perto de você só deve rolar no Mestre-Cervejeiro ou em lojas especializadas.

Felizmente ela tá em estoque no Bro’s Beer, por R$ 43,90 a garrafa de 500 ml.

IPA 9: Dogma Estigma

Já falei de Hocus Pocus, agora falei de Dogma.

Falta uma cervejaria só (das que são distribuídas pra fora de seus estados, viu, Trilha) pra fechar a Santa Trindade das IPAs brasileiras.

A Dogma dispensa apresentações. É uma das cervejarias que mais evoluiu o mercado brasileiro artesanal, tanto pelas receitas, quanto pelos rótulos inovadores.

Pelo preço, também, infelizmente.

A Estigma é uma American IPA com 7% ABV e 70 IBU, com uma receita bem próxima dos moldes tradicionais.

Maltes caramelo estão presentes, mas apenas para balancear a quantidade massiva de lúpulo. Essa aqui me lembra muito casca de laranja.

Dogma Estigma

Lembro que a primeira vez que bebi ela, gostei demais. Talvez seja a American IPA mais redonda dessa lista.

Além de lojas especializadas na sua região, é possível comprar a Estigma no Hoppi, por R$ 40,90 a lata de 473 ml.

IPA 10: Tupiniquim Nebulosa

A Tupiniquim é menos falada do que merece. É uma das cervejarias mais importantes do Brasil, principalmente por tornar mais acessíveis aos brasileiros diversos estilos.

A Nebulosa é uma American IPA bem no limite entre uma American e uma New England. Em todas as cervejas citadas anteriormente, destaquei as bases de malte que traziam equilíbrio aos lúpulos.

Nessa aqui, a base é muito leve. Os lúpulos aparecem muito mais. Podemos dizer que ela ainda é uma American IPA por conta do amargor certeiro e da sensação de boca, pedindo um outro gole.

Crispy mouthfeel, lembra?

Tupiniquim Nebulosa American IPA

Ela tem 6.6% ABV e 50 IBU e, na boca e no nariz, tem um perfil bastante cítrico, desta vez destacando o lúpulo El Dorado.

Pra mim, esse lúpulo traz frutas amarelas doces. Algo como manga, por exemplo. É uma delícia de refrescante e pede o próximo gole.

Você encontra a Nebulosa em lojas especializadas e também em e-commerces, como o Clube do Malte. Lá, a latinha de 350 ml custa R$ 13,99.

New England IPAs (ou como eu aprendi a amar cervejas turvas)

Nunca vou esquecer quando o dono de uma pequena cervejaria falou comigo: “Custamos pra aprender como deixar a cerveja clarinha e límpida, agora tá na moda essa cerveja suja”.

Essa resistência é muito comum, porquê as New England IPAs mudaram o padrão de beleza cervejeiro.

Quanto mais turva uma NE (abreviação usada para Northeast IPA e New England IPA), mais ansiosos os cervejeiros ficam.

E não é a toa. Que estilo, meus amigos.

Uma boa New England IPA vai ser extremamente aromática, pouco amarga, levemente doce e com um corpo aveludado, por conta das adições de aveia e, por vezes, de trigo.

O negócio aqui é aroma. Já levei NE IPAs para amigos que estavam acostumados a tomar cervejas de massa.

A reação é sempre fantástica.

Então, abaixo seguem as New England IPAs que você deve provar nesse verão. Vem comigo!

IPA 11: Oceânica Purple Breeze

Imagina esse cenário:

Nós estamos no Rio. Calor de 78 graus, sede digna do deserto do Saara. Chegamos na praia, estamos olhando o mar, sentindo o vento no rosto e querendo uma cerveja para acompanhar.

Para esse momento, a Purple Breeze é uma excelente pedida.

Pensa num aroma amarelo. É a melhor forma de descrever essa cerveja. Sem falar no amargor bastante redondo, base de maltes leve e agradável e corpo super sedoso.

Oceânica Purple Breeze por Rodrigo Pacheco
Foto do meu amigo Rodrigo Pacheco.

São 6.7% ABV e 50 IBU que se balanceiam e te fazem acabar com uma lata dessa com muita facilidade.

Sério. Compre mais de uma.

Essa aqui é mais tranquila de achar, principalmente se você estiver perto do Rio. O Bro’s Beer também tá com ela em estoque. A lata de 473 ml custa R$ 34,90.

IPA 12: Three Monkeys Galaxy Detox

Lá vai mais uma cervejaria carioca.

Estou sendo bairrista, eu sei, mas é que as cariocas chegam aqui bem fresquinhas. E, como todo mundo sabe, IPA fresca é amor.

A Galaxy Detox é redonda como uma esfera do dragão.

Amargor extremamente preciso, que está ali apenas para complementar a experiência. De resto, é aroma e sabor de lúpulo até dizer chega.

Parece um suco com álcool. Eu juro. Sem falar no corpo. Muito macia.

Three Monkeys Galaxy Detox

São 6.5% ABV e 60 IBU de puro Galaxy.

Essa aqui eu sempre acho quando quero tomar. O Bro’s Beer quase sempre tem em estoque. A lata de 473 ml custa R$ 34,90.

IPA 13: Hocus Pocus Event Horizon

Hocus Pocus pela terceira vez na lista.

Já podem pedir música no fantástico.

A Event Horizon é uma New England IPA bem diferente. Os cariocas apostaram em uma NE IPA com o tradicional perfil resinoso americano, lá chamado de dank.

Ela se difere bastante de outras NE IPAs, que tendem sempre ao cítrico/frutado. É uma delícia de cerveja.

Há inclusive a discussão que a Event Horizon, bem fresca, é até melhor que a Overdrive.

Hocus Pocus Event Horizon por Pirata
Registro do meu amigo Pirata.

A Event Horizon tem 7% ABV e 55 IBU. Você encontra ela em lojas especializadas e em e-commerces também, como no Bro’s Beer. R$ 37,90 a lata de 473 ml.

IPA 14: Koala San Brew 2″ Tape

Two inch tape. Custei aprender a falar o nome dessa cerveja.

A Koala fecha, na minha opinião, a Santíssima Trindade dos fabricantes de IPAs nacionais de distribuição ampla.

Koala, Dogma e Hocus Pocus se destacam demais nesse estilo.

Essa pequena cervejaria de Nova Lima só produz cervejas fantásticas.

Essa daqui é macia que só, tem corpo um pouco mais baixo que o tradicional nas super juicy IPAs de hoje, mas entrega um aroma sinistro e 0 (zero mesmo) harsh.

Koala San Brew 2" Tape por Gabriel Toledo
Registro do meu amigo Gabriel Toledo.

A Koala produz pouco e tem distribuição limitada, então já te adianto que vai ser difícil achar essa cerveja perto de você.

Por nossa sorte, a 2″ Tape está disponível no Hoppi, um e-commerce paulista. R$ 40,90 a lata de 473 ml.

IPA 15: Bold Brewing Juicy Joy

Felicidade sucosa”. Esse nome é maravilhoso.

Eu comprei essa cerveja com 0 expectativa. Na hora que eu abri, foi amor demais. O pessoal da Bold chama ela de New England Oatmeal IPA. Só pelo nome, já dá para esperar que o corpo vai ser muito agradável.

Além do corpo aveludado e do álcool quase não aparente, ela tem um amargor extremamente redondo, que não agarra na garganta e não te acompanha no retrogosto.

O retrogosto dela é apenas um suave e agradável sabor de fruta. Fala sério.

Bold Brewing Juicy Joy

Com 6.1% ABV e 50 IBU, essa foi uma das surpresas mais agradáveis que eu tive com NE IPAs em 2018.

Você encontra essa simpática cerveja nas lojas especializadas perto de você e também no Hoppi.

Double IPAs. Aqui é pra ter cuidado.

No verão a gente bebe muito. Toma uma cerveja atrás da outra para refrescar, para continuar o papo com os amigos, pra aguentar o calor da churrasqueira.

É por isso que eu ressalto que essa é a parte perigosa dessa lista.

“Por que?” — pergunta o gafanhoto;

Porque aqui, meu querido, os aromas e sabores são inacreditáveis e por vezes escondem com maestria o teor alcoólico das cervejas.

Acho que DIPAs são o estilo da escola americana que mais te deixam alegre. Pensei em dizer de todas as escolas, mas temos alguns exemplares belgas bem perigosos também.

Agora vamos deixar a prosa de lado e ir pra nossa lista.

Para não deixar muito extensa a seleção de Double IPAs e suas variações, decidi citar 5 que eu acredito que você deva provar nesse verão, entre tradicionais e NE IPAs.

E garanto que só vai ter cerveja sinistra aqui.

Aqui embaixo estão as 5 Double IPAs que você deve tomar nesse verão. Bora!

IPA 16: Hocus Pocus Overdrive

Eu não poderia fazer um texto sobre IPAs e não citar essa obra de arte. Me perdoem o clichê.

Lembra que eu falei lá em cima que apresentar uma NE IPA para alguém que toma apenas cerveja de massa é muito doido?

A Overdrive foi a primeira cerveja artesanal que eu levei pro meu pai provar.

Foi fantástico. Ele achou que era suco de frutas.

“Nossa, Marcelo. Não é possível isso!”

É possível, sim.

Essa aqui é minha cerveja favorita, além de ser também a cerveja mais bem-avaliada no Untappd brasileiro.

Hocus Pocus Overdrive

Do alto dos seus 8.2% e 85 IBU, essa obra-prima vai descer mais redondo do que parece. Quando perceber, você já vai estar em êxtase.

Não é à toa que chama Overdrive.

Agora vem a parte chata. Se você é de fora do sudeste, tem que rezar pra conseguir essa cerveja. É muito tensa de achar.

Acho inclusive que isso cria uma mística ao redor dela. Bela jogada de marketing.

Os caras da Hocus Pocus fazem poucas levas da Overdrive e, quando fazem, ela acaba rápido.

Mas ela costuma aparecer no taplist do Hocus Pocus DNA, o bar da marca. Então corre lá e toma. Juro que vale a pena.

IPA 17: Bodebrown Perigosa

All hail Bodebrown.

Não dá para fazer um texto sobre cerveja no Brasil sem falar dos caras.

A Perigosa foi a primeira DIPA comercial brasileira. E ela vai arrancar o seu palato.

São 9.2% ABV e 100 IBU.

Tá escrito 100 aqui em cima mesmo. Você leu certo.

A Perigosa tem uma base de maltes inacreditável, com muito caramelo. Mas essa base forte é o suporte ideal para o amargor inacreditável que chega já no primeiro gole.

Mas você acreditaria se eu dissesse que é uma cerveja balanceada? Juro que é.

Tudo extremo.

Eu penso em tomar essa cerveja no verão enquanto como uma picanha ou um bom contra filé. É aquela que você abre para acompanhar uma carne vermelha sinistra.

Bodebrown Perigosa

Sério, olha a cor dessa cerveja.

Você com certeza encontra a Perigosa em bares especializados perto de você. Além disso, rola comprar ela no site da Bodebrown também (entra em estoque sempre no começo de todos os meses). Lá a garrafinha de 330 ml custa R$ 19.

IPA 18: Everbrew Even Mo Ever Mais

A Everbrew é uma cervejaria sinistra de Santos.

Todas as cervejas do cara valem muito a pena de provar, tanto por serem muito redondinhas, quanto por serem bem variadas entre si.

Eles inclusive fizeram uma cerveja colaborativa com a Seven Kings, a hamburgueria que serve o melhor hambúrguer do Brasil.

E quem disse isso foi a Ana Maria Braga.

Quem sou eu pra discordar dela.

A Even Mo Ever Mais foi por muitos considerada a melhor IPA do Brasil em 2018. É uma colaborativa entre o santistas e a norte-americana Sand City Brewing.

E, deixa eu te falar um negócio aqui: que cerveja.

Amarga, mas na medida. Turva, mas na medida. Aromática também, mas aí é fora da medida.

Ela é aromática demaaaaaaaaaaais.

Eu amei essa cerveja e, como esse ano a Overdrive apareceu pouco na minha vida, devo dizer que talvez tenha sido a melhor IPA que tomei no ano.

Everbrew Even Mo Ever Mais
O registro é meu, mas a indicação foi do meu amigo Pirata.

Com 8.7 ABV e IBU não informado, ela ainda está sendo distribuída em alguns lugares. Tá cara, mas vale tomar uma vez na vida.

Encontrei a Even Mo Ever Mais no Cerveja Box por R$ 41,99 a lata de 473 ml.

IPA 19: Koala San Brew California Crossing

Koalinha aparece novamente. Dessa vez com uma Double West Coast IPA.

Saudades das West Coasts. Há alguns anos, as que chegavam pra nós vinham já cansadas das viagens e dos tempos de prateleira.

Depois, o movimento NE IPA deixou de lado as IPAs amargas e as West começaram a ficar mais raras.

Até que essa cervejaria mineira maravilhosa produziu um exemplar redondíssimo do estilo.

Aroma que lembra pinho e frutas tropicais. Amargor resinoso aparecendo durante toda a degustação, com um perfil lupulado bem interessante e uma base maltada que deixa a cerveja leve na boca.

As West também têm aquele crispy mouthfeel que falei lá em cima, lembra?

Quem tá acostumado com NE IPA vai até estranhar o corpo levíssimo que ela tem. O latão acaba rapidinho.

Ah, e eu devo avisar. Ela é bem amarga, tá?

Koala San Brew California Crossing

Agora que reparei que tiro as fotos sempre no mesmo lugar, né?

Com 8.9 ABV e 130 IBUs, a California também foi uma agradável surpresa de 2018. Ela me passa uma sensação de estar realmente nos Estados Unidos, tomando uma cerveja na costa oeste.

Você encontra essa breja no Hoppi. R$ 32,90 a lata de 473 ml.

IPA 20: Koala San Brew Who Can You Trust

Mais uma cervejaria que poderia pedir música no fantástico.

A Who Can You Trust é uma doideira. É uma NE IPA com muito lúpulo resinoso, mais ou menos o que eu falei da Event Horizon.

A diferença é que tem tipo MUITO mais resina. Parece que jogaram um pinho no seu copo.

Ela tem uma textura aveludada, o álcool aparece na medida e o aroma é inacreditável. O amargor aparece para fechar com chave de ouro.

Koala San Brew Who Can You Trust

Muito boa. Koala sabe fazer IPA, eu avisei.

A Who Can You Trust tem 8% ABV e IBU não informado.

Ela é ruim de achar fora do sudeste, mas rola comprar em e-commerces também. Você deve encontrá-la no Hoppi. R$ 32, 90 por 473 ml.

Specialty IPAs (ou talk about an adventure).

Reservei os 5 últimos lugares da lista para falar de experiências inusitadas. Hoje em dia as pessoas colocam frutas em IPAs, lactose, brettanomyces… Enfim, não há limites para as loucuras alheias.

Se você gosta de experiências diferentes, fora do comum, aqui embaixo seguem 5 Specialty IPAs que valem a pena provar.

IPA 21: Octopus Locomotive Brett

A Octopus é mais uma cervejaria carioca produzida aqui em Matias Barbosa, pela Antuérpia.

Para falar dessa cerveja, vou dar um control V na descrição que os caras fizeram, porque, fala sério. Eles mitaram.

“Tem couro de animal dentro do estábulo, mas ele está do outro lado da fazenda, você está debaixo do pé de laranja, comendo abacaxi e bebendo suco de maracujá.”

Que isso. Eu fiquei maravilhado com essa descrição.

Quem já tomou cerveja com bretta sabe que a sensação de couro/estábulo é real. Não dá para explicar, mas é uma sensação única.

Se você ama cerveja, vale passar por essa experiência.

Na Locomotive Brett, os caras pegaram uma base de NE IPA, leve e com MUITO lúpulo aromático, então a cerveja resulta em uma explosão de frutas amarelas, com um plus ácido que eleva o conjunto da obra.

Fica ainda mais refrescante, inclusive.

Octopus Locomotive Brett por Bernardo Knopp
Mais um registro do meu amigo Bernardo Knopp.

Com 7% ABV e IBU não informado, a Locomotive vale a pena ser experimentada.

Você a encontra no Bro’s Beer por R$ 31,90 a lata de 473 ml.

IPA 22: Octopus Mango Littlefield

Agora vamos para IPAs com adição de fruta. A Octopus fez duas versões da Littlefield, a Mango e a Coconut.

Como eu não sou nem um pouco fã de coco, recomendo que você prove a Mango.

Ela tem uma base de maltes leve e agradável, além de um aroma forte de manga que a gente já tá acostumado por conta da lupulagem usada no presente. Só que aqui fica tudo ainda mais intenso.

A manga também aparece no sabor, transformando essa cerveja em uma autêntica experiência de verão.

Octopus Mango Littlefield por Wilder Finamore
Registro do meu amigo e poeta do Untappd, Wilder Finamore.

Acho que a melhor forma de descrever essa cerveja é falar que parece um smoothie de manga com álcool.

Com 6.6 ABV e IBU não informado, vale a pena provar essa cerveja. Você a encontra também no Bro’s Beer. R$ 34,90 por 473 ml.

IPA 23: Antuérpia Perdição

Olha a melhor cervejaria da minha cidade aparecendo na lista. Ela merece.

A Antuérpia produz e envasa a grande maioria das cervejas cariocas citadas nesse artigo, sabia?

A Antuérpia vem em uma crescente na qualidade das cervejas, evolução essa que fica nítida na Perdição.

Ela é uma New England IPA com adição de Goiaba e Lactose.

Sacou por que chama Perdição? Aqui em Minas a gente chama Queijo com goiabada de Romeu e Julieta.

Aquela história de amor onde todo mundo morre no final, sabe?

Não bastava o nome ser genial, a cerveja entrega um aroma interessantíssimo que eu, como leigo, vou chamar de “cheiro de azul”. Parece um cheiro brilhante, sabe?

Prometo que estou sóbrio escrevendo esse texto.

Só dá pra entender tomando.

Ela tem um corpo extremamente agradável, dulçor na medida e um aroma de goiaba que aparece e é confirmado também no paladar.

Eu amo essa cerveja. É uma sorte danada ela ser produzida tão perto.

Antuérpia Perdição

A Perdição tem 6,5 ABV e 60 IBUs. Ela é macia no paladar de uma forma que apenas a lactose pode proporcionar.

Você encontra essa cerveja espalhada por Juiz de Fora, ou no Bro’s Beer. A lata de 473 ml custa R$ 32,90.

IPA 24: Three Monkeys Strawberry Milky Way

Eu amei a Milky Way IPA, uma das primeiras milk shakes IPA que apareceram no cenário cervejeiro brasileiro.

Eles pegaram a base da cerveja, que era leve e tinha adição de lactose e baunilha, e adicionaram morango.

Sério.

É inexplicável essa cerveja. Parece um smoothie de morango.

Ideal para um dia quente de verão, fala se não?

No aroma o morango domina, complementado pela base de lúpulos que cria uma experiência surpreendente e muito refrescante.

O álcool é quase não aparecente e o amargor está ali só para equilibrar tudo.

Three Monkeys Strawberry Milky Way por Pirata
Mais um registro do meu amigo Pirata, no Prost! Pub.

Vale demais provar essa breja, tanto on tap quanto na lata.

Você encontra ela no Bro’s Beer por R$ 38,90 o latão de 473 ml.

IPA 25: Bodebrown BRUT IPA

Se você não tomou nenhuma Brut IPA ainda, eu te aconselho a procurar essa.

É a IPA mais diferente de cerveja que eu já tomei.

A ideia é simples: um champagne de lúpulos.

No aroma aparece MUITO lúpulo, além de uma acidez frizante que vai causar estranheza em um primeiro momento, mas que fica mais gostosa ao longo do tempo.

É super refrescante e, por ser super carbonatada, você vai tomando sem nem perceber. É ideal para um almoço de verão.

Bodebrown BRUT IPA

Olhando pra essa foto, quase consigo ver as bolhinhas subindo. A carbonatação é muito forte.

A Bodebrown produziu vários exemplares de Brut, cada uma com um lúpulo diferente.

No site deles você encontra a Brut com Sorachi Ace, por R$ 59 a garrafa de 750 ml.

UFA!

Foram 25 cervejas. Escrevi tanto que já me deu vontade de tomar uma.

Se você não se importa, vou correr pro abraço agora.

AH! Se você provar alguma das cervejas citadas nesse artigo, me conta no Untappd ou no Instagram.

E conte aqui embaixo, nos comentários, qual cerveja deveria estar nessa lista também. Queria citar várias que não encontrei em e-commerces nem taphouses 🙁

Importante dizer: as cervejas citadas nesse artigo estavam disponíveis nos e-commerces mencionados no momento da escrita. Então, se alguma não estiver mais disponível quando você ler, me perdoe.

Obrigado por acompanhar a Terra da Cerveja.

Valeu!