Mondial de la Bière: o tour e o evento

Por: Pedro Jannotti

13/10/2017 às 21:14hs

Para qualquer visitante do evento ir até a exposição é um passeio: sair de casa, pegar uma condução que te levará em minutos até o local do evento, aproveitar o evento até o final ou qualquer hora que quiser ir embora e voltar para casa.

Para nós, mineiros, já é uma outra história.

O evento começa alguns dias ou semanas antes.

No meu caso o primeiro passo foi comprar o ingresso, seguido de encontrar a forma mais barata de ir ao evento (queremos gastar lá dentro do evento, certo?). Em nosso caso foi carona. Planejamos a volta, ônibus, para chegar de volta a minha cidade por volta de 23 horas e depois trabalhar no outro dia.

Foi uma rotina pesada, mas o evento valeu a pena.

Colocando essa parte de lado, vamos ao que interessa.

O evento

Eu e minha namorada chegamos no evento 15 minutos antes da abertura dos portões.

Não conhecíamos a área do píer então era tudo uma novidade.

Pegamos uma pequena fila ao chegarmos, mas nada muito grande. Era possível ver a movimentação dentro do primeiro armazém pois estávamos bem perto da entrada.

Armazém 2: entrada do Mondial

Os portões foram abertos às 14 horas em ponto.

Após entrarmos e passarmos pelo esquema de segurança, era preciso pegar os copos, cada entrada no evento dá direito a um copo de 300ml com marcação para dosagem de 125ml, referentes às doses vendidas no evento.

Depois de pegar os copos retiramos nossos cartões. Todas as bebidas que são tomadas no evento são compradas com um cartão de pré-pago. Para a retirada do cartão é necessário pagar R$ 5,00 que é retirado de sua primeira carga.

Quando o cartão é retornado esse valor é devolvido.

É importante notar que o valor residual do cartão não é devolvido. Então trate de gastar tudo.

E a exposição começa

A entrada do evento é pelo armazém 2.

Mapa do armazém 2

O primeiro expositor que se vê é a Eisenbahn e seu tradicional trem. O que já é um gosto do que vem pela frente. Cada expositor com estandes mais chamativos que os outros.

Achei interessante passar pelos armazéns e conhecer os expositores antes de começar a provar as cervejas, vi muita coisa interessante. Mas fica uma dica: se quiser beber uma Bodebrown vá direto nela pois a fila estava enorme.

No armazém 3 estavam as cervejarias que eu mais queria ver.

Noi, Colorado, Hocus Pocus, Antuérpia, Dádiva, Wäls, Dádiva, Goose, Founders, … Foi nesse armazém que descobri a triste realidade do evento, eu não tinha tempo suficiente para visitar todos os estandes que eu queria.

Isso é uma realidade, no evento existe muita coisa para se fazer, muitas cervejas para provar, muitos estandes para visitar. Têm música, comida e claro a vista.

Passei pelo armazém 3 e não consegui ver tudo que queria, mas tive uma agradável surpresa.

3 cariocas

Conheci essa cervejaria pelo instagram. A primeira vez que tomei uma cerveja deles foi no Mondial e é minha dica para quem não conhece.

Tomei duas cervejas no estando. Uma sour ale sabor laranja chamada Sournilla e uma imperial stout com adição de lactose chamada Quebra-Cabeça II. Foi amor ao primeiro gole. Inclusive amor o suficiente para levar para casa uma garrafa da Quebra-Cabeça I.

3 Cariocas – Quebra-cabeça II

E o evento continua…

Depois desse estande vem o armazém 4.

Novamente, muitos lugares para ir, muitas cervejas para tomar e a cruel realidade: sem tempo para ver todas.

Mas fica aí mais uma dica. Se quiser beber uma Three Monkeys vá cedo, eles são uma das estrelas do armazém e ficam bem cheios.

Não deixem de ir na Brooklyn também. Infelizmente eles estavam sem a brown ale quando fui, mas já fizeram a reposição pelo que eu ouvi dizerem.

Considerações sobre o evento?

Não vou passar aqui por cada aspecto do evento e cada estande, se você tem a oportunidade de ir, vá. O evento é espetacular, muito bem organizado. Abaixo alguns pontos que vale ressaltar sobre a organização:

  • um evento de cerveja com copo de vidro, o que eu espero encontrar é vidro quebrado no chão. Apesar de vários copos terem sido quebrados não encontrei nenhum caco de vidro no local;
  • existem pontos de lavagem de copo e hidratação em todos os armazéns, use-os à vontade;
  • existem banheiros a disposição dentro e fora dos armazéns, se algum estiver muito cheio não exite em procurar o próximo. Eliminei várias horas de fila dessa forma;
  • o mesmo do item acima vale para a recarga do cartão. Existem pessoas em pontos estratégicos do evento para fazer a recarga, bem como guichês físicos. Não exite em procurar outros lugares para recarregar se algum em particular estiver muito cheio.

E o problema do copo?

O copo oficial do evento tem o volume de 300ml e possui uma marcação de 125ml. São os tamanhos de dose servidos no evento.

Porém a marcação de 125ml veio do fornecedor do copo errada, tendo somente 100ml de volume. Quem foi no primeiro dia do evento teve problemas com isso e receberam a informação da organização que serão ressarcidos.

Fui no dia 12, segundo dia, e não tive problema algum. O copo estava com a marcação errada porém a informação era de encherem mais para corresponder ao volume correto.

Em todos os estandes que fui recebi a quantidade justa, ou até superior a marcação de 125ml (é difícil acertar uma marcação de 125ml em copo que não existe marcação).

Resultado e minha impressão do evento

O evento, para mim, foi ótimo.

Conheci cervejarias novas, provei excelentes cervejas e infelizmente foram poucas.

Gostaria de ter passado por todos os estandes, comprado diversas cervejas para levar para a casa além de copos, camisas e outros.

Se você está em dúvida se vai ao evento minha dica é que vá. É uma experiência muito boa estar nesse ambiente com várias coisas interessantes para ver e conhecer.

Eu, com toda certeza, voltarei no ano que vem.

Cheers!

imagem11 imagem2 imagem3 imagem4 imagem5 imagem61 {"DeviceAngle":-0.01858523}
<
>
Estande da Antuérpia - Vertmont a nova NE IPA da cervejaria